06 coisas que irritam os apaixonados por carros!

Pés no painel, bancos desajustados, luzes apagadas, totozinhos na hora da baliza... tudo aquilo que desperta o nosso mau humor...

Dirigir é até fácil. Difícil é lidar com o dia a dia atrás do volante. Quem gosta de carro conhece a dor que algumas atitudes, posturas e comportamentos nos causam, seja maltratando os automóveis, seja criando algum incômodo para sua própria experiência.

fonte: site Quatro Rodas

1 – Mudar os ajustes do banco, direção e retrovisores

Apaixonados por carros têm dificuldades em emprestar o seu. Mas às vezes acontece. E o empréstimo vem acompanhado da árdua tarefa de reajustar tudo: bancos, volante, retrovisores, direção das saídas de ar, temperatura do ar-condicionado e até a programação do rádio. Ufa! Que os assentos elétricos com memória de posição sejam abençoados!

2 – Celular ao volante: pedir para dar m$%#@

Quantas vezes você não sofreu uma fechada no trânsito de um motorista que nem percebeu o que fez, por estar entretido com o celular? Além de ser ilegal, quem usa o celular (falando, digitando ou navegando na internet) não tem consciência de que o nível de atenção à via cai. Falta de seta, pneus comendo faixa, velocidade abaixo do fluxo… Muita coisa pode dar errado. Você é o melhor motorista do mundo? Se respondeu sim, mas usa o celular ao volante, desculpe dizer, mas você está errado.

3 – Clássicos rebaixados: crime hediondo

Por quê? Por quê? Por quê? Por que fazem isso, Senhor? Pergunte a qualquer colecionador sobre o valor de mercado de um carro antigo rebaixado e veja a resposta. Tudo bem, há quem goste por causa do estilo. Tem quem acredite que a prática melhore a aparência de carro. E tem os que entendem de carro.

4 – Fofos animais de estimação carimbando rodas com xixi

A civilidade passa longe de algumas pessoas. E muitas não se importam em poupar as rodas dos carros alheios estacionados na rua. Donos de cães, entendam: roda de carro não é poste. Pior: o xixi ajuda a corroer a borracha dos pneus.

5 – Manobristas: inimigos inevitáveis

Por favor, não nos entendam mal. Sabemos que existem muitos profissionais competentes e cuidadosos. Mas é EVIDENTE que ficamos preocupados. Pressa, volume de trabalho, falta de funcionários, salários baixos, tudo pode explicar eventuais acidentes. Fora o transtorno de receber o carro de volta com o banco completamente desajustado. E um viva aos estacionamentos que permitem levar a chave.

6 – Apoiar os pés no painel e/ou no para-brisa

É o cúmulo. Carro não é rede. Carro não é esteira. Carro não é cama. Carro não é anteparo de pé. Entendido? Mas, além disso tudo, isso é um acinte contra a segurança da pessoa que faz isso. Na eventualidade de uma colisão, sobretudo frontal, a chance de uma lesão séria na coluna é aumentada – pense que seu corpo vai para frente e, se você estiver com o cinto (presumimos que sim), vai hiperestender a coluna de modo totalmente antinatural.


               Em Destaque
Posts Recentes